16/03/2010

Um espaço para reunir os amigos e torcer pelo Brasil na Copa

Fonte: O Globo
No projeto da dupla Eliane Fiúza e Henrique Medeiros, o clima aconchegante ganaha destaque com um grande sofá e um tapete (Foto: Divulgação)
No projeto da dupla Eliane Fiúza e Henrique Medeiros, o clima aconchegante ganaha destaque com um grande sofá e um tapete (Foto: Divulgação)

Rio de Janeiro – Minutos antes de o jogo do Brasil começar a ser transmitido, os amigos se organizam no sofá, nas cadeiras e até no chão da sala. Alguns ficam em pé, ansiosos com o início da partida. Durante a Copa do Mundo, é comum ver esse tipo de cena. Então, a três meses de começar os jogos, que serão realizados na África do Sul, que tal investir num ambiente aconchegante para reunir a turma toda? Arquitetos apresentam alguns cantinhos com equipamentos de TV e sofás especiais para quem quer acompanhar o campeonato em grande estilo.

Para dar maior comodidade aos torcedores, os arquitetos Eliane Fiúza e Henrique Medeiros planejaram um ambiente com um grande sofá (de 3,20 metros de largura por 1,80 metro de comprimento), revestido de camurça. Nele, cabem até oito pessoas. Sobre o piso, o tapete com fios longos ajuda a deixar o ambiente mais aconchegante, além de contribuir para a melhora da acústica do espaço. A TV é de 54 polegadas e, se a turma quiser que a imagem fique ainda maior, um telão embutido no teto pode ser baixado.

Iluminação simples e bem direcionada no projeto da arquiteta Emmilia Dias Cardoso
Iluminação simples e bem direcionada no projeto da arquiteta Emmilia Dias Cardoso

“É importante colocar o sofá numa distância proporcional ao tamanho da TV, para que os telespectadores consigam enxergar bem as imagens. O ideal é que essa distância varie entre 3 e 6 metros. No caso deste ambiente, nós transformamos um quarto da residência num anexo da sala. Assim, mesmo sendo o espaço bem grande, o tamanho da TV permite que os visitantes assistam aos programas de qualquer ponto, inclusive da varanda”, explica Eliane.

A iluminação é um capítulo à parte. Neste projeto, foi utilizado um sistema de automação que permite a criação de variadas cenas no ambiente. Ao ligar a TV, as luzes são reduzidas automaticamente para se adequar ao momento. Para a hora do lanche, do jantar, ou mesmo das conversas despretensiosas, há outro tipo de iluminação.

Na sala desenhada pela arquiteta Emmília Dias Cardoso, com tons claros predominantes, dois sofás e uma espreguiçadeira acomodam os telespectadores. A mesinha de centro, espelhada, serve de apoio para petiscos e bebidas. E o jogo de luzes também foi planejado meticulosamente: com lâmpadas led dicróicas, o projeto ganhou uma iluminação dirigida e com alta definição de cores, ideal para destacar objetos decorativos e, claro, tornar a exibição de programas, jogos e filmes no grande telão mais gostosas.

Projeto de Andrea Chicharo com móveis de madeira escura em diálogo com piso e sofás em tons claros
Projeto de Andrea Chicharo com móveis de madeira escura em diálogo com piso e sofás em tons claros

Já no ambiente projetado pela arquiteta Andréa Chicharo, os móveis de madeira ipê dão o clima intimista ao ambiente, e criam um contraste suave com o piso de mármore e o sofá, revestido de camurça. E para tornar os jogos mais animados, a arquiteta incluiu no espaço uma TV de LCD com equipamento de home theater.

“Nos móveis, optei pelo revestimento de madeira escura para poder contrastar com o tom do ambiente predominantemente claro e criar um bom diálogo com o equipamento de TV e som”, explica a arquiteta.

LEIA MAIS:

ARQUITETOS CRIAM PROJETO DE CASAS EMPILHADAS NA ALEMANHA

CONHEÇA AS 10 ANTIGUIDADES QUE TODO MUNDO QUER TER EM CASA

RIO: NOVELA INFLUENCIA MERCADO IMOBILIÁRIO

8 Comentários

  1. Gostei muito, estou reformando m.casa algumas ideias serão uteis.Parabens gente. enviem outras

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.