17/06/2007

Um móvel que vale por três

Fonte: O Globo

Mesa lateral e bancada de estudos são prolongamentos das extremidades da cama

DivulgaçãoZap o especialista em imóveisDa cabeceira da cama, sai uma mesa lateral e, da outra extremidade, uma bancada de estudos. O móvel é todo desenhado em linhas retas

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Como um prolongamento da cama, uma bancada de estudos. Essa foi a forma encontrada pelos arquitetos João Rafael de Paula e Valéria Motta para aproveitar o espaço do quarto da melhor forma possível e ainda ter o menor custo com marcenaria. O móvel, todo de madeira laqueada de branco, de linhas retas, é, na realidade, um três em um. É que a cabeceira da cama também tem continuidade, para o lado direito, virando uma mesinha de apoio.

O móvel faz parte do ambiente “Quarto da moça”, criado pela dupla de arquitetos para a mostra “Morar Mais Por Menos” de Brasília. O evento fica aberto até 15 de julho. Jovial e despojado, o espaço foi projetado para uma jovem de 18 anos que gosta de compartilhar seu espaço com as amigas. Por isso, a cama e seus adendos estão sobre rodinhas, facilitando seu deslocamento, caso a dona do quarto queira encostar o móvel na parede e estender colchões no chão.

— Como a proposta do evento é mostrar “o chique que cabe no bolso”, fizemos o projeto pensando numa família de classe média, que mora num apartamento pequeno. E, em vez de essa família comprar uma cama, uma escrivaninha e uma mesa de cabeceira para o quarto, compra um móvel só. Assim, cabem outras coisas no orçamento — observa João Rafael.

O arquiteto ressalta que todo o espaço segue a idéia de uma decoração de bom gosto, mas de custo baixo. Os materiais de revestimentos, por exemplo, são bem baratos: placas de concreto branco no piso e, nas paredes, pintura preta até a metade e papel, branco com círculos pretos, na outra.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.