03/08/2016

Valor médio por m² fica estável em julho

Confira o preço nas principais cidades do País de acordo com o Índice FipeZAP

Fonte: ZAP em Casa

O valor médio do metro quadrado anunciado nas 20 cidades em julho foi de R$ 7.637. Rio de Janeiro se manteve como a cidade com o m² mais caro do país (R$ 10.241), seguida por São Paulo (R$ 8.625). Por outro lado, as cidades com menor valor médio por m² entre as pesquisadas pelo Índice foram Contagem (R$ 3.628) e Goiânia(R$ 4.180).

+ Conte aqui o que você quer ver no ZAP em Casa

+ Cadastre-se aqui e fique por dentro das últimas notícias

Segundo o relatório deste mês divulgado pelo índice FipeZAP, sete das 20 cidades pesquisadas apresentaram variação negativa – incluindo São Paulo e Rio de Janeiro – enquanto as demais apresentaram elevação. A despeito disso, cabe ressaltar que em apenas seis das cidades pesquisadas (Belo Horizonte, Fortaleza, Florianópolis, Vitória, Santos e Contagem) o aumento dos preços em julho superou a inflação esperada IPCA/IBGE (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo/ Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) para o mesmo período, segundo o Boletim Focus do Banco Central. No acumulado entre janeiro e julho de 2016, o Índice também se mostrou praticamente estável (+0,09%), sendo que em seis das 20 cidades pesquisadas houve queda nominal de preço neste período.

Cidade de São Paulo
São Paulo ainda é a segunda cidade com o m² mais caro (Foto: Shutterstock)

De acordo com o economista do FipeZAP, Raone Costa, o resultado de julho mostra que o mercado imobiliário ainda não começou a reagir. “Mesmo com a Olimpíada, o Rio de Janeiro vem apresentando resultados mais fracos que a média nacional há algum tempo, então o resultado de hoje não surpreende. A Olimpíada é um evento de curta duração e a compra de um imóvel é algo que é pouco afetado por eventos de prazo curto. Imagina da seguinte maneira: você pagaria mais caro para morar no Rio de Janeiro só porque teremos uma Olimpíada lá no próximo mês? O que pode acontecer é este evento afetar os preços dos aluguéis, mas mesmo assim deve ser pequeno, senão, nulo”, explica o economista.

Nos últimos 12 meses, o Índice FipeZAP apresentou uma pequena queda nominal de 0,09%. A inflação esperada para IPCA neste período é de 8,62%, o valor médio anunciado do m² apresentou queda real de 8,01%. De fato, é importante enfatizar que todas as cidades brasileiras que compõem o Índice FipeZAP registraram variação inferior à inflação esperada nos últimos 12 meses, sendo que no caso das cidades de Rio de Janeiro, Recife, Niterói e Distrito Federal, houve queda nominal.

+ Valor do m² se mantém estável em 2016

+ Direto de Nova Iorque: veja quanto custa os apartamento das séries

+ Preço médio de locação teve a maior queda nos últimos dez anos

+ Jogos Olímpicos movimentam mercado imobiliário no Rio de Janeiro

+ Caixa anuncia mudanças no financiamento de imóveis

+ Prédios antigos de SP passam por reformas para se manterem valorizados

+ Preço médio da locação tem queda entre fevereiro e março

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.