29/08/2008

Valorização de 800% em oito anos

Fonte: O Estado de S. Paulo

No Conjunto Nacional, alta procura e boa estrutura fez preços saltarem às nuvens

O Conjunto Nacional, prédio de uso misto na esquina da Avenida Paulista com a Rua Augusta, é dos imóveis que mais se valorizaram nos últimos anos, com unidades que subiram mais de 800% em menos de uma década.

“Mesmo com a pouca oferta de imóveis na Paulista, o Conjunto Nacional, por ser mais antigo, tem preço interessante com locação comercial na base de R$ 25 o m2”, diz Valentina Caran, que, há oito anos, comprou nesse prédio um conjunto de 700 m² por R$ 600 mil para abrigar a sede de sua imobiliária. Hoje, uma unidade no mesmo tamanho está à venda por R$ 5 milhões. Para Valentina, o único problema do prédio é o valor atual do condomínio, “que está em R$ 19 o m²”.

Para a venda, o preço do m² no Conjunto Nacional é de R$ 3 mil, quatro vezes menos que o preço dos mais modernos e sofisticados edifícios comerciais da região, que chegam a R$ 12 mil. “O preço é mais interessante, mas com estrutura compatível a ele, com rede elétrica defasada e acesso às garagens mais complicado”, diz.

Edifício Itália

Outro símbolo da cidade, o Edifício Itália, que fica ao lado do Copan, abriga apenas conjuntos comerciais e, nele, dá para contar nos dedos o número de unidades para venda ou aluguel.

“Todos os imóveis que captamos ficam disponíveis por pouco tempo por dois fatores: o primeiro é que o mercado está aquecido e o estoque de imóveis comerciais na Cidade está perto do fim. O outro é que as pessoas estão voltando ao Centro, e o edifício Itália é um dos destinos, porque é bem localizado e tem boa estrutura para empresas e escritórios”, diz Kathia Raucci, da imobiliária Saramandona, especialista em imóveis no Centro – com sede no Itália.

Desde que a imobiliária ocupa parte de um dos andares do Itália, há cinco anos, houve uma melhora considerável, tanto na estrutura do edifício como na freqüência, que “só melhorou desde que entramos no prédio, e com isso melhoraram também os serviços, como cafés e restaurante”, diz Kathia.

Não há, no Edifício Itália, vagas de garagem para a maioria das unidades.“O que não chega a ser um problema, porque há boa oferta de estacionamento na região e excelente infra-estrutura de transporte coletivo”, completa.

Mirante do Vale

O Edifício Mirante do Vale, que também é comparado a uma cidade, pela ocupação diária de seus 1.206 conjuntos comerciais, também vive uma ótima situação imobiliária. Ainda é possível encontrar unidades à venda ou para locação com uma certa facilidade, mas como o mercado está aquecido as unidades vagas também ficam pouco tempo desocupadas. Os conjuntos do Mirante tem 50 m², e o preço está por volta de R$ 250 o m² para a venda. Para locação, o preço é de R$ 2,50 o m². Nenhum conjunto tem vagas de garagem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.