24/05/2013

Veja como encontrar o Vintage no século XXI

Pela internet, é possível encontrar móveis criados por designers do mundo todo, e os preços variam de R$ 400 até R$ 11 mil

Fonte: ZAP Imóveis
Veja como encontrar o Vintage no século XXI
Ainda recente no Brasil, o e-commerce de móveis vintage conquista clientes em todo o País (Fotos: Essência Móveis)

O termo “vintage” remete a uma tendência ou um objeto antigo, clássico e de qualidade. Coisas dos nostálgicos anos vinte ou românticos anos sessenta, quando a decoração e o vestuário eram impecavelmente tratados como um estilo de vida.

Mas, é graças à tecnologia do século 21 que os amantes dessas peças podem trocar o garimpo em brechós ou antiquários pela compra virtual, principalmente, no ramo da decoração.

Ainda recente no Brasil, o e-commerce de móveis vintage conquista clientes em todo o País. Basta uma pesquisa e três cliques para garantir que um cabideiro estilo anos 30 chegue, intacto, à sua casa.

Eder Prado, dono da empresa Essência, que atua em vendas de móveis de design pela internet, conquistou fama no mundo online depois de desistir de fazer negócios na sua loja física.

Veja como encontrar o Vintage no século XXI
Uma verdadeira peça vintage precisa ter o estilo de pelo menos duas décadas atrás, indica especialista

“Já são três anos de sucesso entre a clientela virtual”, conta.

Para ele, apesar de os fãs da mobília vintage ainda gostar de pesquisar produtos pessoalmente, a experiência da compra pela internet torna-se mais ágil, livre do estresse do trânsito e, o melhor: feita em qualquer horário do dia ou da noite.

Pela internet, é possível encontrar móveis criados por designers do mundo todo, como o de Mies Van der Rohe, Pierre Paulin, Harry Bertoria e Carolina Haveroth.

Os preços variam de R$ 400 a R$ 11 mil para uma poltrona, por exemplo. Porém, é preciso ver que uma verdadeira peça vintage precisa ter o estilo de pelo menos duas décadas atrás.

Veja como encontrar o Vintage no século XXI
Graças à tecnologia do século 21, os amantes dessas peças podem trocar o garimpo em brechós ou antiquários pela compra virtual

“São peças que transitam no tempo sem pertencer ao passado, futuro ou presente”, finaliza Prado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.