09/02/2007

Veja como usar o FGTS na casa própria

Fonte: Jornal da Tarde

Liberação do dinheiro depende de uma série de normas, algumas pouco familiares aos mutuários

Helvio RomeroZap o especialista em imóveisInteressado pode tentar financiamento com FGTS pela Caixa, que prevê fechar 130 mil contratos este ano em SP

Muitas pessoas pretendem aproveitar os recursos disponíveis nos bancos neste ano para comprar a casa própria usando o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Porém, deve-se prestar atenção às regras de uso desse dinheiro, pois há exigências pouco conhecidas pelos interessados. Uma delas, por exemplo, impõe uma restrição quanto à localidade: quem já adquiriu um imóvel residencial com dinheiro do FGTS só pode comprar uma nova casa com recursos do Fundo após quitar a primeira dívida e em uma região afastada (não pode ser em cidades limítrofes).

Para simplificar o exemplo, um mutuário que já financiou um apartamento na Capital com recursos do FGTS não pode comprar outro imóvel, valendo-se do dinheiro das contas, em Santo André, no ABCD, pois são regiões próximas. No entanto, essa pessoa poderá adquirir uma casa no Rio de Janeiro. “Desde que comprove residência ou trabalho na cidade”, ressalta o gerente regional de habitação da Caixa Econômica Federal, Luiz Carlos Previlato.

Somente a Caixa, administradora das contas do FGTS, pretende financiar pelo menos 130 mil imóveis em São Paulo em 2007, entre novos e usados. Para isso, o banco deverá colocar pelo menos R$ 3,1 bilhões à disposição dos interessados – volume de recursos 3,3% superior ao de 2006.

Apesar da crescente quantidade de crédito e de interessados em aplicar os recursos do FGTS na aquisição de imóveis, há detalhes nas regras que podem fazer a diferença na hora de fechar, ou não, um negócio. “O FGTS só pode ser usado na compra de imóveis residenciais”, explica Previlato. Além disso, é comum o comprador querer usar o dinheiro do Fundo para comprar um imóvel misto, ou seja, que servirá como residência e atividade comercial. Porém, nesse caso, o saldo só será liberado para a parte residencial do imóvel.

Liberação

Para aplicar os recursos do FGTS na casa própria, o interessado precisa ir a uma agência da Caixa e assinar o documento de autorização do saque da conta. Depois, será necessário pagar a Taxa Operacional, que serve para o banco enviar um engenheiro avaliar o imóvel. Previlato explicou que o valor do bem não pode ultrapassar R$ 350 mil.

É preciso ainda apresentar documentos (RG, CPF e carteira de trabalho) e os papéis do imóvel. Caso a análise seja positiva, a Caixa depositará o dinheiro diretamente na conta do vendedor da casa ou apartamento.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.