06/05/2010

Veja projetos que rompem barreiras entre ambientes internos e externos

Fonte: O Globo

As paredes são substituídas por painéis de vidro. E, no lugar da porta convencional, entra uma de correr ou pivotante (daquelas que giram em torno de um mesmo eixo, inclusive a sua base). O que vale é romper as barreiras entre os ambientes internos e externos e deixar a paisagem invadir a casa. Com pequenas adaptações, projetos de arquitetura integram cômodos e, de quebra, dão maior sensação de amplitude aos espaços.

Rio – As paredes são substituídas por painéis de vidro. E, no lugar da porta convencional, entra uma de correr ou pivotante (daquelas que giram em torno de um mesmo eixo, inclusive a sua base). O que vale é romper as barreiras entre os ambientes internos e externos e deixar a paisagem invadir a casa. Com pequenas adaptações, projetos de arquitetura integram cômodos e, de quebra, dão maior sensação de amplitude aos espaços.

No projeto de Christiane Laclau e Rafael Borelli, grandes portas e janelas de vidro integram os ambientes
No projeto de Christiane Laclau e Rafael Borelli, grandes portas e janelas de vidro integram os ambientes

Num projeto dos arquitetos Christiane Laclau e Rafael Borelli, com grandes portas de vidro, o mar de Búzios parece ser uma pintura na parede da sala. Para dar maior sensação de amplitude ao espaço, a dupla investiu em cores claras. O teto, por exemplo, rebaixado com gesso com desenho que segue a inclinação do telhado, tem acabamento em pintura acrílica fosca na cor “Branco Neve”. O piso, o sofá e a estrutura das portas também assumem cores neutras. Tudo para destacar ainda mais a paisagem. Os detalhes em cores na estampa das cadeiras e o tom amadeirado da estante e da mesa servem para quebrar o gelo e deixar o lugar alegre e aconchegante.

E que tal ter um lago artificial na sua área descoberta que atravesse também o interior da casa? A arquiteta Andréa Chicharo ousou ao criar um vão para deixar a água escorrer para dentro da sala. Nesse ambiente, um grande painel de vidro com seis metros de altura sustentado por pilares de aço escovado divide o espaço interno do externo. O piso branco serve para dar maior amplitude ao espaço.

No projeto de Andréa Chicharo, um lago artificial percorre ambientes internos e externos
No projeto de Andréa Chicharo, um lago artificial percorre ambientes internos e externos

No projeto da dupla Patrícia Franco e Cláudia Pimenta, uma espécie de varanda coberta, com um deck de madeira cumaru removível, serve de extensão do espaço gourmet, integrando-o à área de piscina. A intenção foi dar à cliente a possibilidade de cozinhar, curtir o sol e degustar aperitivos sem ter que entrar em casa. A mesa com tampo de vidro e cadeiras de fibra sintética ajudam a dar leveza ao ambiente. O limite entre a área da cozinha e de lazer fica marcada pelo piso de granito preto, que se estende à bancada. Mas são limites discretos. Afinal, o que vale neste espaço é diluir as fronteiras.

Deck removível cobre uma cisterna e serve de extensão do espaço gourmet. O projeto pe de Patrícia Franco e Cláudia Pimenta
Deck removível cobre uma cisterna e serve de extensão do espaço gourmet. O projeto pe de Patrícia Franco e Cláudia Pimenta

Já numa casa projetada pela arquiteta Solange Medina, a piscina funciona como grande elemento integrador ao se estender para o interior da sala de repouso e da sauna. Vasos de plantas ao fundo do ambiente interno também ajudam a compor essa ligação. Além disso, não poderiam faltar grandes janelas e uma porta de vidro, que parece desaparecer ao ser aberta.

 

LEIA MAIS:

MÓVEIS ASSUMEM NOVAS FUNÇÕES

VEJA COMO DECORAR SUA CASA EM UM CLIQUE

ESTANTES IRREVERENTES ORGANIZAM E DECORAM O AMBIENTE

1 Comentário

  1. Sempre gostei demais de ambientes arejados, iluminados e integrados. Belíssimos projetos. Sergio Moreira

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.