10/04/2007

Veja qual crédito cabe no seu bolso

Fonte: Jornal da Tarde

Saiba quanto é possível pegar nos bancos, de acordo com seis faixas salariais

Infográfico/AE Zap o especialista em imóveisFonte: bancos

Um dos principais fatores que limitam os consumidores a comprar a casa própria é a renda familiar. Dependendo do salário mensal dos interessados, o banco pode conceder um valor muito baixo de crédito, inviabilizando a aquisição do imóvel. Para facilitar o caminho dos que pensam em comprar uma moradia, o Jornal da Tarde preparou uma simulação, em algumas instituições financeiras, mostrando o máximo financiado para cada perfil de candidato a mutuário.

Dos quatro bancos pesquisados, dois (Unibanco e Nossa Caixa) não oferecem linhas de financiamento com prazo de 180 meses para quem ganha R$ 1 mil por mês. Porém, há opções para este público no Banco do Brasil e no Bradesco. O BB, que passou a trabalhar com crédito imobiliário recentemente, libera o menor valor a ser financiado pelos consumidores.

Infográfico/AEZap o especialista em imóveisFonte: bancos

Antes de procurar a casa ou apartamento, os interessados podem fazer simulações semelhantes na página das empresas na internet. Assim, pode-se procurar depois só os imóveis que se enquadram na faixa de preço adequada. Contudo, vale ressaltar que é possível somar o salário de todos os membros da casa para compor uma renda maior e, com isso, ter acesso a mais crédito.

O problema é que, na maior parte dos casos, os bancos não liberam o financiamento de 100% do valor do imóvel. Portanto, não é possível conseguir dinheiro emprestado para quitar o valor integral do bem. Mas, o interessado pode dar uma entrada e financiar apenas o excedente ou sacar o dinheiro do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para amortizar o débito.

Simulações

Infográfico/AEZap o especialista em imóveisFonte: bancos

 

 

 

 

 

 

O consumidor que está interessado em comprar uma casa avaliada em R$ 80 mil, por exemplo, pode solicitar o crédito imobiliário do Bradesco – banco que libera os valores mais altos a serem financiados. Se esse interessado tiver uma renda mensal de R$ 1,5 mil, a instituição de crédito permite o financiamento de até R$ 33.991,36. Na Nossa Caixa, o valor máximo seria R$ 26.233,23, no Unibanco R$ 25 mil e no Banco do Brasil R$ 23.496,21.

Caso a pessoa comprove renda mensal de R$ 3,5 mil, os bancos podem autorizar a liberação de um valor mais próximo do custo total do imóvel: Bradesco e Nossa Caixa, neste caso, permitiriam o financiamento de até R$ 64 mil. “O ideal é que os consumidores poupem por alguns anos e somem os recursos do FGTS para dar uma boa entrada e evitar uma dívida muito longa”, alerta o vice-presidente da Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac), Miguel de Oliveira.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.