14/11/2006

Velho “novo” Natal

Fonte: Casa & Jardim

Reinventar a data tradicional com uma pitada de artesanato chique, transparência e luxo é a sugestão de quatro nomes da decoração. Inspire-se com a guirlanda, a árvore, a mesa e o aparador e celebre lindamente

Repórter de imagem Cláudia Alcione Pereira
Fotos Evelyn Müller

Mesa farta de alegria e fé
Todo Natal tem um tema na casa da empresária Amelinha Amaro, especializada em dicas para receber e na montagem de mesas. A inspiração pode vir de qualquer lugar: “Um ano veio de um cartão de estrelas que ganhei de uma amiga; no outro, com o nascimento do meu sobrinho, foi inteiro com motivos de ursos. Não há limites para a escolha do tema”, diz. O encontro da família reúne, em média, 40 pessoas, e Amelinha faz questão de cuidar de tudo, inclusive dos pratos que serão servidos na ceia. “Permito apenas que algumas tias preparem suas especialidades”, afirma. Mas sua receita é pôr alma em tudo, sempre passando uma mensagem religiosa e de alegria. Para Casa e Jardim, Amelinha preparou uma mesa clássica, em sofisticado tom dourado, que pode ser usada tanto na ceia como no almoço de Natal.

Zap o especialista em imóveis

1. Espalhe o espírito natalino
O móvel com taças Baccarat, bandeja e jarras de prata antigas e castiçais ganhou as bolas decoradas por Emília Freitas

Zap o especialista em imóveis 2. Ouro só
O dourado prevalece na mesa criada por Amelinha, a começar pelos jogos americanos de xantungue de seda. O prato raso de vidro com borda dourada, R$ 98,
o bowl de vidro com borda na mesma cor, usado para dispor os pães, R$ 42 e as taças de champanhe e vinho tinto, R$ 41 cada, são da loja Divino Espaço. O sousplat e os talheres dourados são do acervo da empresária. Um laço de fita solto arremata a composição

Zap o especialista em imóveis 3. Esferas divinas
O centro de mesa de bronze foi recheado de musgo e bolas douradas confeccionadas pela artesã Emília Freitas, de R$ 25 a R$ 32 cada, com exceção da bola de pinheiro, R$ 82, encontrada na Divino Espaço

Zap o especialista em imóveis Luz à mesa
Em ceias, Amelinha sugere o uso de velas. “Mesmo simples, as peças dão um clima aconchegante”, diz. A dica não vale para almoços. Na foto, os castiçais de murano trazem velas douradas
Escolha a mesa de acordo com o número de convidados. Neste caso, Amelinha usou o móvel do living. Modernas poltronas Louis Ghost, de Philippe Starck para a Kartell, fazem contraponto ao estilo tradicional da mesa. O efeito é incrível

“Paz e amor” e guirlanda em flores

Só duas palavras importam: paz e amor
O Natal na casa das irmãs Eli Ciasca e Márcia Campos, proprietárias da loja Mercatto Casa, em Campinas, SP, é sempre festejado. No dia do nascimento de Jesus, a mãe da dupla, dona Zélia Lúcia, faz aniversário. Mais um motivo para reunir a família em clima de celebração.

Como adoram criar, as irmãs sugerem uma montagem divertida, dentro das cores tradicionais, mas com um toque inusitado: “Um clima Woodstock, de paz e amor”, diz Eli. As duas palavras aparecem na guirlanda, em vasinhos e, claro, na árvore – a atração maior -, com enfeites de madeira que imitam pingentes de cristal, além de fadas e luzinhas em forma de flor. Tudo bem descontraído.

Zap o especialista em imóveis Um fio de luz artesanal com flores de tecido (R$ 318, com cem luzinhas) circunda a árvore, que ganhou enfeites de madeira em forma de cristal (R$ 59, o pacote com cinco peças) e letras de madeira que compõem a palavra “paz” forradas e salpicadas de cristais Swarovski (R$ 79 cada). Tudo à venda na Mercatto Casa

O Natal bate à porta
Os relicários com imagens de santos cercados de enfeites de lata, papel e tecido são a marca do trabalho da produtora Inés Zaragoza. Coincidência ou não, Inés desenvolve suas peças na cidade de Tiradentes, em Minas Gerais, um dos Estados mais religiosos do país. Rodeada de crenças, a produtora cria presépios em forma de relicários no Natal. Mas o desafio foi deixar as caixinhas de lado e fazer uma guirlanda para representar a data. Moldadas à mão, as flores de latão ganham formas individuais. Para quem não domina bem a tesoura de ferro e a solda, Inés indica materiais mais fáceis, mas não menos bacanas: “Crie flores de plástico ou tecido”, diz.

Zap o especialista em imóveis Aqui, a guirlanda ganhou a companhia de um ramo natural de hera e dá vida à porta inteiramente branca.

Zap o especialista em imóveis As flores de latão, cortadas e moldadas à mão por Inés, foram pintadas com spray ou mantidas na cor natural. Depois foram enroladas, uma a uma, no aro de ferro que abraça a guirlanda, comprada na rua 25 de Março, em São Paulo

Faça você mesmo
Uma guirlanda parecida com esta pode ser produzida com o alumínio de latas de refrigerante, que são finas e fáceis de recortar e moldar. “Para grudar as pétalas, solde ou faça furos e amarre uma à outra”, diz Inés Zaragoza.

<a href="http://editoraglobo.globo.com/assinaturas/ass_cj.htm

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.