25/03/2009

Venda de imóveis cai 20,3% em SP

Fonte: Jornal da Tarde

Plano de habitação do governo chaga em boa hora para o mercado imobiliário

O plano de habitação do governo vai chegar em boa hora para o mercado imobiliário. Em janeiro de 2009, as vendas de imóveis em São Paulo caíram 20,3% em relação ao mesmo período do ano passado, informa a pesquisa do Sindicato da Habitação (Secovi-SP).

O número de lançamentos também estancou. De acordo com dados da Empresa Brasileira de Estudos do Patrimônio, foram lançadas 382 unidades em janeiro na capital. O número é 46,6% inferior ao de janeiro de 2008, quando as empresas colocaram no mercado 716 novos imóveis.

?A crise provocou uma paralisação momentânea no mercado?, admite João Crestana, presidente do Secovi-SP.?Quando o crédito secou as empresas adiaram seus lançamentos e os consumidores também deixaram as compras para depois.?

Porém, para Crestana, as coisas já estão melhorando. Em janeiro, a cada mil unidades colocadas à venda, 55 foram comercializadas. ?Os números de janeiro são baixos, mas percebemos que em março muitas empresas voltaram a atuar com mais força?, diz o presidente do Secovi-SP. ?Os lançamentos que estavam paralisados já estão sendo colocados no mercado?, afirma.

Com o pacote de habitação do governo federal, o mercado também tende a se reaquecer. ?Vai ser aberto espaço para um grupo de pessoas que nunca teve condições de adquirir a casa própria?, afirma Crestana.

1.113 unidades vendidas no mês de janeiro, contra 1.397 no mesmo mês do ano anterior. A cada mil unidades colocadas à venda, apenas 55 foram compradas

382 unidades lançadas os lançamentos também decresceram, mostrando que a escassez de crédito teve efeito sobre o andamento das obras e a estratégia das construtoras

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.