23/02/2010

Venda de imóveis novos cresce 9% em 2009

Fonte: Revista ZAP
(Foto: Divulgação)
Total de comercialização em 2009 atingiu 35.832 unidades (Foto: Divulgação)

O volume de vendas apresentou uma expansão de 9,1% em relação a 2008. Segundo as informações divulgadas nesta terça-feira pelo Sindicato da Habitação de São Paulo (Secovi-SP), o total de comercialização em 2009 atingiu 35.832 unidades e superou a expectativa inicial de encerrar o ano com 33 mil unidades vendidas.

“Apenas em novembro e dezembro foram escoadas 8.274 moradias. Quase um quarto do montante vendido no ano”, diz Celso Petrucci, economista-chefe do sindicato.

LANÇAMENTOS – Já o volume de lançamentos imobiliários registrou uma queda de 12,7% em relação a 2008. De acordo com o Secovi-SP, recuo é resultado da crise econômica, que atingiu o setor no início do ano passado.

No final do ano, o mercado imobiliário até sinalizou uma recuperação. Segundo o levantamento da Empresa Brasileira de Estudos de Patrimônio (Embraesp), dos 30.128 imóveis lançados, novembro e dezembro comercializaram juntos 9.753 unidades, mas o volume não foi suficiente para ultrapassar o balanço do anterior, que chegou a  34.475.  

2010 – Para 2010, a expectativa do setor é alcançar 37 mil unidades vendidas e 33 mil lançadas. Se confirmado esse resultado, o mercado imobiliário terá um crescimento de 10% no volume de lançamentos e de 5% no de vendas.

A expansão do setor será puxada pelo aumento do volume de crédito imobiliário. A expectativa é que o volume de financiamento habitacional com recursos da poupança alcance R$ 45 bilhões em 2010, ante R$ 34 bilhões no ano passado.

Além disso, os recursos no programa Minha Casa, Minha Vida também deve impulsionar o setor. Em 2009, foram financiadas 275 mil unidades pelo programa, que tem como meta construir 1 milhão de moradias para a população de baixa renda. Com isso, o total de recursos destinados para o setor será de R$ 78 bilhões.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.