17/10/2008

Venda de imóvel cai 8% em agosto

Fonte: Jornal da Tarde

A maior redução do volume de negócios ocorreu no Litoral, que obteve redução de 34,94%

O levantamento mensal realizado pelo Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Estado de São Paulo (Creci-SP) mostra uma queda nos negócios imobiliários realizados em agosto. As vendas de imóveis usados tiveram baixa de 8,55% no período comparado a julho.

Na divisão por região, a maior redução do volume de negócios ocorreu no Litoral, que obteve redução de 34,94% no número de unidades comercializadas. A capital também registrou um índice negativo, com retração de 19,18%.

No caminho inverso, cidades da Região Metropolitana – no ABC Paulista, Guarulhos e Osasco – mostraram expansão do mercado, com alta de 14,01% no volume de imóveis comercializados em agosto. O interior também ficou positivo na comparação mensal, com vendas 7,64% maiores.

A pesquisa do conselho ainda mostra que o comprador preferiu no período pagar os imóveis a vista na Capital, Interior e Litoral. Apenas nos municípios da Grande São Paulo o financiamento é a opção de pagamento mais requisitada pelo investidor em bens imobiliários.

O preço das unidades comercializadas em São Paulo ficou acima dos R$ 200 mil em 32,35% dos negócios realizados e 55,29% com valor de até R$ 160 mil. No Interior, as vendas se concentraram na faixa de preço entre R$ 61 mil e R$ 80 mil. No Litoral a maioria optou por um imóvel de até R$ 60 mil, e, na Região Metropolitana, a concentração do volume de compras ficou nas unidades entre R$ 81 mil e R$ 100 mil.

O preço do m² mais em conta identificado no levantamento do Creci-SP está na cidade de Araçatuba, a 527 quilômetros da Capital, com o valor a partir de R$ 200 para uma casa de três dormitórios na área mais nobre do município.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.