20/05/2009

Vendas de materiais caem 4,45%

Fonte: Revista ZAP

Redução do IPI ainda não teve efeito sobre o desempenho da indústria de materiais. Expectativa para crescimento no ano é de 3%

A redução do IPI ainda não provocou impacto no desempenho da indústria de materiais de construção no mês de abril, de acordo com o Abramat (Índice Abramat de Vendas elaborado pela Abramat). Apesar de não apresentar os resultados negativos dos primeiros meses do ano, as vendas no mercado interno tiveram queda de 4,45% na comparação com o mês de março. Para o presidente da Abramat, Melvyn Fox, isso ocorreu por conta do número de dias úteis reduzido em abril e também por uma redução nas atividades das construtoras, em expectativa por detalhes do plano habitacional anunciado pelo governo federal.

No resultado acumulado do 1º quadrimestre de 2009 houve queda de 16,4% em relação ao mesmo período do ano passado, mas nos últimos 12 meses registrou-se um crescimento de pouco mais de 3%.

Em abril os resultados das vendas dos materiais de acabamento superaram os atingidos pelos materiais básicos. O faturamento aumentou 0,56% em relação ao mês anterior. Já as vendas dos materiais de base caíram 6,82% em comparação a março. O desempenho dessa categoria foi positivo quando observados os últimos 12 meses, com crescimento de 6%.

Em função da queda já observada nos quatro primeiros meses do ano, e das revisões de projeções para o desempenho da economia brasileira, a previsão para as vendas da indústria de materiais no ano de 2009 foi atualizada, apontando para 3% de crescimento em relação a 2008. ?Nossa expectativa é de que as medidas anunciadas contribuam para o aumento das vendas. Mas, para isso, a Abramat continuará em negociação com o Governo para ampliar o prazo da desoneração do IPI, bem como ampliar a lista de materiais beneficiadas com alíquota zero?, acrescenta Fox. A redução do imposto anunciada pelo Governo vale até o dia 16 de julho.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.