07/10/2007

Vendas de materiais não param de crescer

Fonte: O Globo

Pelo quinto mês seguido, setor registrou alta acima de
14%. Entre as causas, a volta do “consumo formiguinha”

As vendas da indústria de materiais de construção aumentaram 14,4% em agosto, na comparação com o mesmo mês de 2006. Com isso, o setor já registra, no ano, negócios no valor de R$40 bilhões. O crescimento nos primeiros oito meses foi de 12,6%, e, segundo pesquisa da Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat), agosto foi o quinto mês consecutivo em que as companhias registraram expansão numa taxa superior a 14%.

Ainda segundo a entidade, esse resultado é puxado pela recuperação da construção de moradias — inclusive, pelo “consumo formiga”, a autoconstrução — e pela desoneração de impostos promovida pelo governo federal no ano passado. Comparando-se com o mês anterior, julho, o faturamento foi 11,96% maior.

Empresas do setor esperam faturar R$80 bi este ano

— A desoneração de 41 itens de construção no início de 2006 está trazendo resultados agora e esse bom desempenho reforça a tendência de revisão das expectativas do setor, que deverá fechar o ano com crescimento superior a 10% — afirma o presidente da Abramat, Melvyn Fox, ressaltando ainda que, na série histórica, apesar de o índice do setor só ser medido há pouco mais de três anos, o crescimento já é o maior dos últimos dez anos.

O faturamento da indústria, que foi de R$69,2 bilhões em 2006, deverá ficar este ano em torno de R$80 bilhões. Fox lembra ainda que os resultados dos próximos meses vão refletir o impacto do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

— E, com o PAC e com a construção civil avançando, o bom desempenho deste ano deve se repetir em 2008.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.