14/01/2007

Verão entre a serra e o mar

Fonte: O Globo

Aluguel por temporada no Estado do Rio sobe por causa da crise na aviação

A crise na aviação, que há quase três meses vem perturbando os planos de viagem dos turistas, acabou garantindo, no Estado do Rio, um número maior de visitantes para as regiões Serrana e dos Lagos. O reflexo vem sendo sentido pelas imobiliárias que trabalham com aluguel por temporada.

— Recebemos muitos turistas que deixaram de ir para o Nordeste, temendo não conseguir embarcar — diz Adilson José Mariano, da imobiliária AJ Mariano, que trabalha com aluguel por temporada em Cabo Frio, afirmando que, por causa dessa demanda, os preços teriam subido até 30% sobre o mesmo período de 2006.

A expectativa agora é o carnaval. Para quem pensa em alugar casa ou apartamento para passar o período com a família, a hora é esta. Até porque, é bom lembrar, o carnaval é a data de veraneio mais procurada.

Nesta época, muitos fogem do burburinho e apostam na calmaria da Região Serrana.

— Aqui em Teresópolis, a preferência é por casas amplas e afastadas do Centro. Imóveis com três quatros, piscina e churrasqueira, por exemplo, têm preços entre R$2 mil e R$3 mil — adianta Fábio Thomaz, corretor da Rosângela Imóveis.

Para os marinheiros de primeira viagem, é bom estar ciente das regras que regem esse mercado. É praxe a cobrança integral e antecipada do aluguel, além de caução, que pode variar de 20% a 100% do valor do pacote.

Búzios: Ferradura, Geribá e Praia do Forte são as regiões mais procuradas. Em relação ao réveillon, quando as diárias variavam de R$300 (casas de dois quartos) a US$2 mil (mansões com infra-estrutura de lazer), os preços registram queda de até 50%.

Arraial do Cabo: A procura por apartamentos na cidade aumentou nesta temporada entre 25% e 30%, em relação ao ano passado. Na Prainha, um pacote de dez dias, num apartamento de dois quartos, está saindo na faixa de R$1.600.

Cabo Frio: O local do município mais valorizado para a locação por temporada é a Praia do Forte. Um apartamento de sala e dois quartos tem diárias com valores entre R$130 e R$300. Imóveis da orla, com três quartos e área de lazer, ficam na faixa de R$450.

Rio das Ostras: O Centro da cidade e a praia de Costa Azul são os pontos mais procurados. Por estarem próximas à praia, apenas 5% das casas disponíveis para locação contam com piscina. Nos dois casos, um pacote de dez dias, no carnaval, para uma casa de dois quartos, sai por cerca de R$2 mil. As de três quartos, por R$3.000 ou R$3.500. Neste período que antecede à folia, os preços caem entre 20% e 25%.

Petrópolis (Araras, Corrêas, Itaipava e Nogueira): Em Petrópolis, a maior procura de imóveis para aluguel por temporada se concentra atualmente em quatro distritos — os de Araras, Corrêas, Itaipava e Nogueira. Nessas regiões, as casas de três quartos valem em torno de R$2.500 por mês, mais os gastos com serviços (condomínio, caseiro etc.).

Teresópolis: A preferência dos turistas que procuram a cidade é por casas afastadas do Centro, que tenham infra-estrutura de lazer. O aluguel de imóveis com esse perfil, por um mês, com três quartos, custa de R$2 mil a R$3 mil, com diárias entre R$150 e R$300. No Centro, o pacote para 30 dias em um apartamento de dois quartos, fica entre R$900 e mil reais.

Nova Friburgo: As chuvas das últimas semanas estão prejudicando os negócios em geral. Um quitinete no Centro custa R$550/mês. E 20 dias em chácara fora do Centro, com piscina e churrasqueira, saem em média por R$800.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.