26/01/2015

Vida de estudante: como decorar o apartamento alugado

Vida de estudante: como decorar o apartamento alugado

Fonte: Revista do ZAP

Veja dicas para personalizar o lar temporário com alternativas úteis e sem gastar muito

Depois de tanto tempo de dedicação aos estudos, com dias a fio de noites mal dormidas, chega a tão aguardada recompensa: encontrar o nome no listão dos aprovados no vestibular. Para muitos estudantes, além do começo da carreira profissional, esse também é o momento de iniciar uma nova etapa da vida, longe dos pais e morando sozinho pela primeira vez. Como alugar um apartamento na cidade onde fica a universidade costuma ser uma opção bastante utilizada por esses jovens, separamos algumas dicas para decorar o imóvel. Afinal, não são necessários altos investimentos para transformar o apê locado em um verdadeiro lar.

Móveis
Mobiliário multifuncional é uma boa alternativa nessas situações. As arquitetas Sabrina Nobre, Karine Uszacki e Paula Sant Anna, por exemplo, utilizaram na proposta abaixo uma banqueta em conjunto com outras duas mesinhas laterais. Quando necessário, pode ser usada como assento extra.

mesinha-banqueta

“Além disso, racks podem esconder pufes, baús podem ser utilizados como mesa de centro e camas de solteiro, como sofás”, sugere Paula. Sem falar das camas cujo box também é um baú, que acomoda roupas de inverno, lençóis, edredons etc. “No caso de um apartamento JK, faz até as vezes de um guarda-roupa”, diz.

cama-box-baú

Foto: Reprodução | Comprando meu Apê via Pinterest

No mesmo projeto, as profissionais incorporaram à cabeceira da cama do quarto de casal uma sapateira. Além disso, com o uso de aramados e uma cortina, fizeram também um armário. “Aproveitamos, assim, o espaço total da parede”, indica Paula.

armário-sapateira-quarto

Outra dica das arquitetas para apartamentos pequenos é a aplicação de transparências, como tampos de mesa feitos de vidro. “Visualmente, dão menos peso aos ambientes”, informa Paula. As cadeiras escolhidas na proposta delas também seguem essa ideia:

transparência-vidro-acrílico-cadeiras-mesa


Acabamentos
De custo relativamente baixo e com aplicação que não requer quebra-quebra, os adesivos – que podem ser usados em paredes, móveis e azulejos – são uma ótima opção para apartamentos alugados. Nesse imóvel para um casal jovem, que gosta de ambientes com cores, as arquitetas utilizaram o acabamento na cozinha, imitando ladrilho hidráulico. Para garantir uma economia maior – 12 unidades custaram, aproximadamente, R$ 40 –, fizeram uma composição com papel contact (desses que se encontra em papelarias) azul e amarelo, combinando com as tonalidades dos adesivos e recortados em quadrados de 20 cm x 20 cm. “A aplicação é bem fácil, qualquer pessoa faz sozinha”, acredita Paula.

cozinha-adesivos-ladrilho hidráulico

>> Rolo de pintura funciona como um carimbo e substitui papel de parede

No mesmo apartamento, a parede da sala também recebeu contact, mas em formato triangular. “Quando desocuparem o apartamento, os inquilinos precisarão apenas descolá-lo”, explica a arquiteta.

parede-papel contact

As portas dos imóveis, por sua vez, podem ganhar vida e fazer parte da decoração de alguma forma. Na proposta das arquitetas, elas foram pintadas de tinta fosca preta e se tornaram quadros para recados.

porta-quadro-negro-tinta preta



>> Quadro-negro ganha vida em diferentes superfícies, móveis e objetos

adesivo-parede-papel contact

Aqui, o home office ganhou uma parede com estampa chevron, também feita de papel contact.

lavanderia-área de serviço-quadro-negro

Tinta azul escura na lavanderia transformou a parede em um grande quadro-negro

Outra opção sugerida pelas arquitetas é o uso de tecidos nas paredes. “São mais fáceis de aplicar do que o papel de parede, e sua retirada deixa poucas marcas”, informa Paula. Além disso, costumam ser mais acessíveis. É preciso ter cuidado, contudo, na hora de escolher o material, que deve ter pelo menos 70% de algodão em sua composição.

>> Saiba como renovar os ambientes da sua casa com tecidos de parede

Em banheiros e cozinhas, ainda, se os inquilinos tiverem autorização do proprietário, os azulejos podem ser pintados com tinta epóxi. “Uma opção simples e com custo relativamente baixo”, indica a arquiteta.

Para disfarçar arranhões ou defeitos no assoalho, as arquitetas indicam o uso de tapetes ou piso vinílico, que permite uma aplicação por cima do anterior (desde que esteja nivelado).

>> Calendários lindos para você baixar de graça

>> Paredes charmosas: pôsteres e mais pôsteres para download gratuito


Objetos decorativos
“Quadros e espelhos são sempre ótimas opções”, garante Paula. Para evitar tantos furos nas paredes, a dica é fixá-los com fitas. De grande resistência, são facilmente encontradas até em supermercados. Mais ainda, segundo a arquiteta, a ideia de que quadros precisam, necessariamente, ficar presos nas paredes é ultrapassada. “Podem ser apoiados em aparadores ou prateleiras e, inclusive, no chão”, aponta.

quadros

Foto: Reprodução | Flicker.com, Chris loves Julia.com e Casa de Valentina via Pinterest

O que tem de sobra na casa de um estudante? Livros. E eles não precisam ficar escondidos em gavetas. Existem variados apoios diferentes e interessantes. Este abaixo, por exemplo, foi feito com bichinhos de plástico de uma loja de R$ 1,99.

livros

As regras
Como o imóvel não é seu, antes de começar alguma intervenção nos ambientes, é preciso considerar o que ela acarretará. Se você conseguir retirar a decoração antes de entregar o imóvel, deixando-o na mesma condição de quando alugou, não há necessidade de comunicado ao proprietário, segundo o gerente da Auxiliadora Predial Érico Ribeiro. “Para as demais reformulações, recomenda-se conversar com a imobiliária para evitar despesas do inquilino”, diz.

Se você deseja alugar um determinado imóvel e está disposto a investir em um novo piso ou outros reparos, é possível negociar o abatimento do valor gasto nas mensalidades do aluguel. Tudo isso, porém, precisa estar previsto em contratos ou aditivos contratuais. Ribeiro sinaliza, ainda, que o aluguel é compatível com o estado do imóvel. “Ou seja, se negociado novo piso, reparos ou acessórios, o valor também poderá aumentar ou ter outro tipo de compensação.”

Apê de estudante
O imóvel no bairro Bom Fim, em Porto Alegre, alugado pela estudante de publicidade Bruna Schwendler com outras pessoas há três anos, não tinha nada no início. “Fomos equipando o apartamento com o que tínhamos, era o jeito”, conta. Aos poucos, o mobiliário foi tomando forma. A cama foi adquirida em um brique. Logo em seguida, veio a escrivaninha. “Tenho sorte de ter uma família muito talentosa para artes manuais. Meu tio, que é marceneiro, fez um baú e uma cômoda pra mim”, relata a universitária, que veio de Santa Cruz do Sul. Além disso, sempre optou por comprar peças mais simples e de fácil combinação com outros móveis. “A personalidade deixo para os enfeites, livros e bibelôs”, indica.

apartamento alugado-estudante

Muitos dos elementos dispostos no imóvel foram feitos pelos próprios moradores, como toalhas de mesa, almofadas e até o frigobar, que foi envolvido pelo versátil papel contact, na cor preta. “A última coisa que compramos foram essas luzinhas de Natal, para dar um clima aconchegante a uma das salas”, relata.

apartamento alugado-estudante

Bruna também conta que está feliz com o seu quarto. “Acho muito importante ter nesse ambiente as coisas que gostamos para não nos sentirmos tão passageiros por Porto Alegre. Às vezes, ser de outra cidade e estar longe de amigos e família nos dá essa impressão, de que aqui pode não ser o nosso lar, e temos de nos sentir confortáveis”, comenta. A dica que a estudante dá é a pró-atividade para colocar a mão na massa. “Uma parede branca e sem graça pode, facilmente, ser transformada com uma cor, e não é nada difícil”, garante.

>> Conheça aplicativos que facilitam a rotina de quem quer dividir apartamento

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.