28/10/2014

Vida em condomínio: onde guardar as bicicletas?

Vida em condomínio: onde guardar as bicicletas?

Fonte: Revista do ZAP

Ciclovias instigam o uso das magrelas nas cidades e estimulam o investimento em locais adequados onde possam ser armazenadas

As bicicletas ganham mais espaço nas ruas das cidades conforme novas ciclovias vão sendo criadas. A indústria fala em 50% de aumento nas vendas e, nesse cenário, surge um novo problema para os condomínios: onde guardar tanta bicicleta? Os novos empreendimentos imobiliários consideram os bicicletários já no projeto, mas os antigos precisam se adaptar e criar um espaço para as magrelas.

De acordo com Ângela del Pino, responsável pela área de Gestão Total da Auxiliadora Predial , os bicicletários, além de organizar as garagens – retirando-as das vagas dos carros e das áreas desprezadas (como a parte inferior de rampas das garagens e escadas) – agregam mais valor às unidades do condomínio.

“Esses espaços criam uma nova área de convivência, mantêm os ambientes ordenados e estimulam o contato com a natureza”, define. 

É relativamente simples construir um bicicletário no condomínio. Hoje, existem diversas empresas especializadas nesse serviço, com soluções personalizadas e vários modelos, como o que conserva as bicicletas suspensas ou penduradas em ganchos para melhor aproveitamento do espaço, mas também incluem outras versões criativas.

Existem os suportes individuais de parede, onde as bicicletas ficam suspensas, facilitando a limpeza. Pode ser utilizado em alguma parede da garagem que tenha passagem livre. Há suportes individuais para locais estreitos, ideais para a parede do fundo da vaga de garagem.

E ainda há o modelo convencional, que não ocupa muito espaço do condomínio, no qual as bicicletas ficam penduradas e deslizam num trilho como uma cortina. Esse modelo tem tamanho mínimo de dois metros com capacidade para oito bicicletas e utiliza um espaço mínimo de dois metros de largura com acesso livre pela frente.

Ângela informa que a construção dessa área no condomínio não demanda muito investimento. O espaço dispensado para o bicicletário é estabelecido de acordo com a demanda ou com o tamanho do condomínio e sua criação e utilização deve ser regularizada através de assembleia. Na reunião, os moradores definirão qual o modelo de utilização mais adequado.

“Deve ser definido se todos poderão usar, se será utilizado por meio de rodízio, ou se será opcional, garantindo boas pedaladas no futuro”, complementa Ângela del Pino.

busca-imóvel-pense vender-imóvel-pense

1 Comentário

  1. Esses suportes verticais para bicicleta são uma porcaria. Imaginem idosos mulheres e crianças erguendo uma bicicleta de 15kg com um braço só (o outro tem que usar para seguraro o guidon que tomba para um dos lados e ainda tem que mirar num ganchinho minúsculo que é mole e fica fugindo). esses bicicletarios são uma aberração e certamente não foram projetados por ciclistas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.