22/10/2006

Vidro ganha espaço em projetos residenciais

Fonte: O Estado de S. Paulo

Evolução tecnológica supera antigos limites e traz novas aplicações

O vidro está ganhando novas formas e aplicações em projetos de alto padrão. “Ele traz a natureza para dentro de casa e dá leveza às construções”, diz o editor da Victoria Books, Mário Sergio Garcia, que lançou este mês o segundo volume do Oca – Arquitetura do Brasil, com 61 projetos residenciais. A maioria com uso intenso do material.

DivulgaçãoZap o especialista em imóveisTransparência – Parede móvel em projeto de Arthur Casas

 

 

Na VI Feira Internacional de Esquadrias, Ferragens, Componentes e Produtos de Serralheria (Fesqua), encerrada ontem em São Paulo, o principal destaque foi uma casa feita quase inteiramente com vidro. “As opções se multiplicaram com a possibilidade de fazer furos nas placas e com o surgimento do vidro laminado”, diz Carlos Aldiran, arquiteto responsável pelo projeto. Para ele, a arquitetura moderna tende a reduzir tamanho e peso da estrutura das construções e o vidro tornou-se um material interessante nesse sentido. “Além da leveza, dá transparência aos blocos”, diz.

DivulgaçãoZap o especialista em imóveisTransparência – Escada em vidro e aço de Henrique Reinach para uma agência de publicidade

A casa montada na feira tem 41 m² e vidro do piso ao teto. As colunas da varanda são feitas com uma placa de vidro temperado e laminado ( 10 cm de largura e 2 cm de espessura); na sala de estar as janelas têm vidro duplo com persiana embutida, um quadro do Mondriam estampado na parede principal e o teto é feito com vidro Low-i, que bloqueia até 90% dos raios ultravioleta. “Queria pendurar uma rede na varanda, mas os organizadores acharam um exagero perigoso”, diz.

Foram usados aproximadamente 400m² de vidros de diversos tipos e a ambientação, escolha dos móveis – também em vidro – , e das cores foi feita pela designer Marister Roth. As áreas íntimas têm um revestimento interno especial, que bloqueia a visão. “Existe um vidro com iluminação especial que o deixa opaco ou incolor, mas não conseguimos importá-lo a tempo para a feira. Seria a melhor opção nesse caso”, diz.

Custo benefício 

O preço do material, segundo Aldiran, varia de R$ 90,00 o metro quadrado até US$ 2,5 mil/m². “Custa em média cinco vezes mais do que a alvenaria. É um material de alta sofisticação”, diz Henrique Reinach.

DivulgaçãoZap o especialista em imóveisTransparência – Muro projetado por Denise

E continua sendo caro, mesmo considerando a economia que se tem com a rapidez de construção, muito maior do que com outros materiais. Como alternativa mais barata, Reinach ensina a procurar os cemitérios de vidro. “Só que nesse caso, a obra tem que ser desenhada em função do vidro disponível”, avisa.

O arquiteto é autor de um dos 61 projetos do Oca, feito em parceria com Maurício Mendonça. A casa, em Bragança Paulista, tem sala de estar e toda a área social em vidro, com pé-direito duplo (quase cinco metros de altura) e estrutura em alumínio. Desenhada na forma de um “L”, abriga as áreas íntimas e de serviço nas duas pontas, construídas em alvenaria tradicional. “Só o miolo, onde está a área social, é em vidro”, diz.

DivulgaçãoZap o especialista em imóveisModelo – Casa mostruário

O fechamento é feito com placas laminadas com espessura entre 8 mm e 10 mm. “Difíceis de quebrar, mas se acontecer, não estilhaça”, diz. Para garantir maior conforto térmico, usou brises em alumínio na fachada superior da sala de estar, que barra o sol poente. “Para que não se transformasse em um aquário ou estufa”, diz. Em outro projeto, para uma agência de publicidade, o arquiteto fez uma escada misturando vidro e aço nos degraus.

Também no Oca, no projeto assinado por Denise Zuba o vidro está no muro externo e também nos fechamentos, dando leveza às estruturas de concreto armado numa casa no Lago Sul, em Brasília. Em São Paulo, Arthur Casas usou uma enorme porta de vidro de correr, que integra o living ao jardim. “A casa, que pertence a uma senhora que gosta de receber a família e amigos, é integrada, com espaços amplos e muita transparência”, diz.

 Leia mais

Avanço maior aconteceu na área de automação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.