20/06/2013

Zona sul reúne quase 50% dos imóveis novos em São Paulo

Estudo da Lopes mostra que a região recebeu 321 novos empreendimentos, com 465 torres e 39.524 unidades, entre fevereiro de 2010 e janeiro de 2013

Fonte: ZAP Imóveis

Região de maior território na cidade de São Paulo, a zona sul tornou-se a mais importante para o mercado imobiliário paulistano ao receber quase a metade dos lançamentos nos últimos três anos.

Zona sul reúne quase 50% dos imóveis novos em São Paulo
Especialista aponta a zona sul como o maior pólo de empreendimentos comerciais da cidade e, por isso, tem atraído os lançamentos residenciais (Fotos: Banco de Imagens / Think Stock)

Um estudo realizado pela consultoria e intermediadora imobiliária Lopes mostra que a zona sul recebeu 321 novos empreendimentos, com 465 torres e 39.524 unidades, entre fevereiro de 2010 e janeiro de 2013.

Esta quantidade de imóveis residenciais verticais lançados representa 42% do total do mercado da Capital construído no mesmo período.

Em VGV (Valor Geral de Vendas), a zona sul chega a atingir 44%, já que os lançamentos naquela região totalizaram R$ 20,8 bilhões.

“Com boa localização, infraestrutura completa de lazer e serviços e ser o maior pólo de empreendimentos comerciais, a zona sul tem atraído muitos empreendimentos residenciais compactos para atender os executivos que desejam morar próximo ao trabalho”, afirmou Mirella Parpinelle, diretora geral de atendimento da Lopes, via nota.

Ainda segundo o levantamento, dos 321 empreendimentos lançados na parte sul de São Paulo, a maioria pertence ao segmento de médio padrão (até R$ 500 mil): 40% ou 130 edifícios. Alto padrão, com 35%, econômico, com 15%, e altíssimo padrão, com 10%, completam a lista dos perfis dos imóveis novos.

Zona sul reúne quase 50% dos imóveis novos em São Paulo
A pesquisa indicou que o maior volume de unidades comercializadas continham dois dormitórios e possuíam até 69 m²

Entre as tipologias dos produtos, a pesquisa indicou que o maior volume de unidades comercializadas continham dois dormitórios (14.080), seguida de três dormitórios (8.075), um dormitório (6.543), estúdios (412) e cinco dormitórios (23).

Já em relação à área útil, 64% dos empreendimentos lançados possuem até 69 m², 25% variam entre 70 m² e 109 m², 7% de 110 m² a 169 m² e apenas 4% possuem metragem acima de 170 m².

“Com boas condições atuais de pagamento e financiamento, hoje, são grandes as possibilidades de adquirir um imóvel moderno numa região valorizada por toda sua infraestrutura e ótima localização”, completou Parpinelle.

Quanto aos empreendimentos, 115 (36%) estão totalmente vendidos, 206 (64%) em comercialização e três foram suspensos, logo não constam na análise.

A pesquisa também revelou que a região já tem previsão de receber mais 139 futuros lançamentos residenciais verticais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.